quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O último do ano

Agora que 2010 começa a caminhar para o final - já bastante encurvado, e cheio de cataratas - quero agradecer a toda e cada uma das pessoas que estiveram presentes na minha vida, durante este último ano.
Independentemente do formato da vossa presença, e dos momentos que partilhamos, foi para mim uma honra e um privilégio que estivessem comigo.

E uma vez que 2011 começa a ficar irrequieto, e a dar fortes pontapés no ventre materno, tal é a vontade de ver a luz... só espero que este traga mais bons momentos para partilharmos juntos.

Sem vocês a minha vida não seria o mesmo!

Boas entradas, e um óptimo 2011
Beijos e Abraços

sábado, 25 de dezembro de 2010

25 Dezembro

Sou aprendiz da vida, e a vida é o meu objecto de estudo mais precioso.
Tenho a honra de me cruzar com pessoas fantásticas. Pessoas que me fazem melhorar e progredir como ser humano, que despertam o que de mais puro, e melhor há em mim... Esse tem sido o meu grande presente de Natal nos últimos anos, e este ano não foi excepção.

Escrevo no rescaldo de duas valentes refeições, em que a abundância e a boa disposição foram rainhas (tendo o açúcar sido rei e senhor). Este ano foi a primeira vez que passei o Natal em casa da família do meu cunhado. O que faz algum sentido nesta condição de "tio". Fui acarinhado por todos, e independentemente do local ou da hora, estar rodeado das minhas duas meninas, é o bastante para estar bem. Juntando a isso as 3 horas de BTT que fiz com o pessoal da terrinha antes do jantar, e a vitória nos jogos de sueca ontem à noite, está composto o cenário perfeito.

Sinceramente, não preciso de muito para ser Feliz... mas tenho muito.

E com a glicose a correr-me nas veias, como se não houvesse amanhã, vos desejo um bom resto de Natal,
Beijos e abraços

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Coisas de Natal

Faltam menos de 24 horas para rumar à minha terra mãe, onde irei passar o Natal com a família.
Confesso que não sou especialmente fã desta época. Tenho uma certa aversão a multidões em centros comerciais, creio que a solidariedade não deveria ter uma altura específica no ano... e além disso é Inverno, o frio impossibilita que as meninas usem saias e decotes, logo o mundo está mais cinzento e triste (pelo menos para mim).
Ainda não comprei qualquer presente de Natal, mas como sou uma pessoa objectiva e prática, provavelmente optarei por comprar cheques prenda Zara para as mulheres, e para os homens, o bom e velho Scotch... até porque há quem diga, que depois de uns valentes goles, se torna uma experiência gratificante ficar sentado no sofá de um centro comercial, enquanto a legítima escolhe roupa... Desta forma mato 2 coelhos de uma cajadada só, e toda a gente fica feliz e contente.
Ora bem, como gosto de provas que envolvam resistência, o Natal será - como todos os anos aliás - um teste à minha capacidade estomacal. Acabo por consumir nesta época do ano, uma quantidade de açúcar tal que - e usando o termo técnico específico para estas coisas - valhamedeus!
De qualquer das formas, sinto falta da minha família, e aproveitarei este momento para lhes dar o máximo de atenção, coisa que em outras alturas acabo por negligenciar.

Quanto  a vocês meus amigos, vulgo os leitores mais fofos do mundo, um óptimo natal, cheio de coisas boas.
Sejam felizes

Beijos e Abraços Natalícios

sábado, 18 de dezembro de 2010

Jantares de Natal

Se há coisa típica da época natalícia, são os jantares de Natal.
Nesta altura do ano, há a enorme urgência de nos reunirmos por todo e qualquer pretexto, com o intuito de enfardar.
Os amigos chegados, os amigos afastados, da empresa, do ginásio, do clube do berlinde... enfim, tudo é desculpa para praticar essa nobre actividade do enchimento da pança, que o português tanto aprecia. É de salientar ainda, que ao contrário de outros convites, um convite para um jantar de Natal, raramente recebe uma resposta negativa.
Não sei se será do açúcar, mas as pessoas no Natal andam mais docinhas, incluindo eu próprio, por isso meus amigos, os meus primeiros votos de Feliz Natal, e próspero ano novo ;)

Beijos e abraços

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Cão vs Gato

Diário de um Cão


08:00 - Comida de cão! O que eu mais gosto!
09:30 - Passeio de carro! O que eu mais gosto!
09:40 - Caminhada no parque! O que eu mais gosto!
10:30 - Acariciado e mimado! O que eu mais gosto!
12:00 - Comida! O que eu mais gosto!
13:00 - Brincadeiras no parque! O que eu mais gosto!
15:00 - Abanei o rabo! O que eu mais gosto!
17:00 - Ossos! O que eu mais gosto!
19:00 - Correr atrás da bola! O que eu mais gosto!
20:00 - Uau! Eu vi pessoas na TV! O que eu mais gosto!
23:00 - Dormir na cama! O que eu mais gosto!


Diário de um gato


Dia 983 do meu cativeiro. Os raptores continuam a provocar-me com objetos estranhos.

Eles comem carne fresca abundantemente, enquanto os outros presos e eu, somos alimentados com uma espécie de molho de carne, ou algum tipo de comida seca. Apesar de mostrar claramente o meu desprezo, contínuo a comer alguma coisa para me manter forte.

O motivo que me faz continuar, é o meu sonho de escapar.
Na tentativa de meter nojo, hoje voltei a vomitar no tapete.

Hoje eu decapitei um rato, e deixei o corpo sem cabeça a seus pés. Esperava que esta atitude provocasse medo em seus corações, pois mostrei do que sou capaz. No entanto, simplesmente fizeram comentários condescendentes como "bom caçador". Bastardos!!!

Á noite tiveram algum tipo de reunião com os seus cúmplices. Eu estive em quarentena no quarto durante tal acto. Ainda assim, pude ouvir o barulho dos risos, e o cheiro dos alimentos. Eu ouvi que estava à parte por qualquer coisa de umas "alergias". Eu tenho que descobrir o que isso significa, e como usá-lo a meu favor.

Hoje quase tive êxito na tentativa de assassinar um dos meus raptores, ao ziguezaguear entre as suas pernas, enquanto andava. Tenho que tentar novamente, desta vez no topo da escada.

Estou certo de que os outros presos são bandidos e bufos. O cão tem privilégios especiais. Sai várias vezes à rua - e parece sempre disposto a voltar. Obviamente que é retardado.

O pássaro deve ser o informador. Já várias vezes o observei a comunicar com os guardas. Estou certo que os informa de cada movimento que eu faço... É uma teia muito forte ao meu redor, por isso não vejo hipóteses de escapar... Por agora .......

ps: baseado em http://segnorasque.blogspot.com/2010/11/extractos-del-diario-de-un-perro-y-un.html

sábado, 20 de novembro de 2010

Benefícios do sexo

Certas publicações, vulgo revistas masculinas/femininas/do coração, têm artigos que salientam os benefícios que a prática sexual provoca na saúde.

Eu admiro o esforço, e as horas despendidas na busca de tão preciosa informação, mas - e falo por mim - quando estou a fazer o amor, não estou a pensar em coisas como, "hum... ui... isto está a ser tão bom para a minha actividade cardíaca...", "ufa... quantas calorias já terei queimado?", ou "ai ca bom... isto vai ajudar a retardar o meu envelhecimento..."...

Ora bem senhores das revistas, não vale a pena... Ocupem essas páginas com informação útil, do tipo, ficar com uns abdominais de aço a tocar piano, como fazer nós de crochet, tirar nódoas de caviar de umas bermudas de nylon, ou fazer esfoliantes caseiros com alimentos pegajosos...

De qualquer das formas, sonho com o dia em que terei 80 anos, e durante uma consulta, o médico me prescreva uma queca de 12 em 12 horas...

sábado, 13 de novembro de 2010

Escolhas

Nas últimas duas semanas, aos sábados de manhã, estou a receber uma formação sobre comportamento organizacional. Nessa formação, somos incentivados a definir a nossa tabela de valores pessoais, bem como pensar em médio/longo prazo, definindo objectivos, e formas de os atingir.
Eu confesso que funciono muito com a chamada "navegação à vista", e que me vou movendo mais por instinto, do que realmente planeando os meus passos. Contudo, a verdade é que enquanto estava estirado no sofá, traçando uma retrospectiva da minha vida, percebi que realmente ando completamente "sem sentido".

Fui um promissor aluno da primária, destacando-me de todos os outros na facilidade de aprendizagem, e raciocínio lógico... escrevendo poemas, praticamente assim que comecei a saber ler e escrever. Na fase intermédia entre a primária e a secundária, fui um aluno regular, procurando fugir ao estatuto de "bimbo", e muitas vezes doseando as minhas capacidades, para não dar nas vistas. No secundário - e sobretudo nas disciplinas de informática - voltei a ser muito bom. No 1º ano da faculdade, fiz as cadeiras com boas notas, e sem grande esforço... A partir daí, comecei a andar à deriva... Deixei de ter um plano.

Tive muitas experiências - algumas positivas, algumas negativas. Posso falar de muitos assuntos com conhecimento de causa. Se voltasse atrás, talvez tivesse feito as coisas de forma diferente, mas... o que lá vai, lá vai.

Ceguei à conclusão que sou uma sombra do que poderia ser, e que muitas vezes, passo os dias a fazer tarefas rotineiras e mecânicas, que exigem pouco esforço mental. Sou muitas vezes subvalorizado...

Neste momento estou numa encruzilhada. E sinto que tenho duas opções... seguir neste caminho, ou reformular a minha vida. Ambas as hipóteses têm vantagens e desvantagens, e constituem a minha maior preocupação neste momento...

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Vai uma mãozinha?

Seguindo a filosofia do último post - ou seja, a escolha por parte dos leitores que votam na sondagem, que se encontra no lado direito do blog - é a vez de abordarmos o tema "sexo". E pegando no assunto que está mais à mão... falemos sobre masturbação.

A masturbação, essa actividade descoberta na adolescência, e que se torna o passatempo favorito da puberdade, é geralmente subvalorizada. Vista por muitos, como um acto de auto-suficiência pessoal em relação a pessoas do sexo oposto - ou do mesmo - e que apenas se recorre a esse acto, no caso de não possuirmos parceiro(a) sexual. Contudo, a masturbação é muito mais do que isso. Masturbação é um acto de amor próprio, de dedicação a nós mesmos, que deve ser praticado sempre que possível.

Eu tenho em crer, que as pessoas se masturbam pouco, e devido a esse facto, perdem muito tempo com outras coisas que sinceramente não contribuem em nada para o seu bem estar físico e psicológico. Se ao invés de terem pensamentos mesquinhos, perderem tempo com invejas, ódio, a congeminarem vinganças e formas de afectar os outros... se no preciso momento, em que sentem isso... parassem um pouco, e se fossem tocar para o wc, certamente o mundo seria um lugar melhor.

Meus caros, amemo-nos a nós mesmos!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Politicamente Incorrecto

Posto que na sondagem que se encontra no lado direito do blog, a matéria que lidera é política, optei por tecer alguns comentários sobre as próximas presidenciais.

No meu ver, estamos perante um dilema. Escolher entre Cavaco Silva e Manuel Alegre, é como se alguém, nos desse a possibilidade de optar entre emborcar uma garrafa de um litro e meio de óleo de fígado de bacalhau, ou um pontapé na zona genital com umas botas da tropa... Está claro que o país neste momento se encontra numa encruzilhada. Estamos sem dinheiro, sem credibilidade, e sem grandes perspectivas de melhorias a curto prazo. Entretanto, para alimentar a "máquina do estado", vamos ser sugados até ao tutano. Cada vez será mais difícil comer um bife decente na última semana do mês, e mesmo praticar o sexo seguro será mais caro, pois o iva dos preservativos sobe 1% (que foda!)...

De resto, as negociações do orçamento falharam - como era previsível - no dia de ontem, mas certamente o orçamento vai passar na assembleia da república com a abstenção dos homens de laranja, porque isto da política é um jogo de interesses, e não funciona na base do "murro na mesa".

O que é que podem fazer neste momento de crise política? - Perguntam vocês.

A minha dica é a seguinte:
Fechem-se no quarto, corram as cortinas, liguem um qualquer sistema de som que debite alguns decibéis, e dancem o waka waka da Shakira até à exaustão...

Beijos e Abraços

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Cavaco Brô

Para provar a minha versatilidade na escrita - não é que tenha alguma coisa a provar, excepto aquele dia na praia de nudismo, mas tava frio e tal... - hoje optei por criar um mini-rap dedicado ao nosso Presidente da República, e candidato ás próximas eleições. Chama-se "Cavaco Brô", e cá vai:

Cavaco yô
Tás crazy, brô?!

Só ontem percebi que continuas vivo,
É que tu ás vezes bazas do activo
sem dar nenhuma explicação...
E essa candidatura de futuro?!
Teve direito a trailer e tudo,
Num certo canal de televisão...

Obrigado pelos avisos discretos,
Mas por vezes tens de ser mais concreto
Que o governo nem se apercebeu...
É pessoal com poucos estudos, meu...

Cavaco yô
Tás crazy brô?!

És uma figura tão intermitente
Como o Figueiras a apresentar programas
E não venhas com esses dramas
da falta de poderes do presidente...
Não tens cojones p'a tar à frente...

Esquece lá isso dread,
Fazes tanta falta
como o Queirós na Selecção
O teu tempo já é passado
O people já tá cansado
Vai andar para as SCUTS em contra-mão... nigga

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Apaixonado por uma pega....

Há dias em que deixo que seja a radio tomar o controle, e seleccionar o que vou ouvir. Num desses mesmos dias, ia no carro, quando me deparei com esta música:



É um dos grandes hits do momento, e pessoas suspiram com esta canção... mas quantas dessas pessoas já escutaram a mesma com atenção?

Vamos fazer a análise sintáctica desta obra dos The Script.

O poema arranca com a frase: "Going Back to the corner where I first saw you", o que logo à priori não é um bom sítio para se conhecer uma "menina de bem". Na sequência, o sujeito poético explica que a sua amada o deixou sem avisar, como o seu coração ficou partido, promete não se mover, e ficar na mesma esquina onde a conheceu, até esta aparecer (certamente se trata de uma pessoa sem emprego, e com muito tempo livre, que se poderá dar ao luxo de ficar eternamente à espera que esta surja)
Mais à frente, o autor revela que possui uma foto da mesma que carrega nas mãos - provavelmente tirada enquanto esta dormia - e vai mostrando a toda a gente, numa atitude obsessivo-compulsiva.
Nos versos seguintes, é repetida a mesma ideia exposta anteriormente, o que revela alguma instabilidade emocional, e uma certa falta de coerência.
No final, o sujeito poético afirma que espera ficar famoso como "the man who can't be moved", e que desse modo, a sua amada volte para os seus abraços, o que transparece a falta de confiança e a falta de amor próprio que esta pessoa tem.

A minha conclusão é a seguinte, trata-se de um stalker que se apaixonou perdidamente por uma rameira.
Talvez inspirado por histórias de amor, como a do filme "Pretty Woman", e sentindo-se só, procurou o amor no local errado.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Foi-se o book

Caros leitores,

Este post serve apenas para avisar aos meus amigos/conhecidos do facebook que a minha conta foi desabilitada.
Provavelmente fui vitima de um Keylogger, que é um sacana de um vírus que armazena as nossas passwords, e depois por conseguinte faz asneiras nas nossas contas. O facebook para estes casos tem uma área específica, mas ao que parece o meu caso está em lista de espera... aguardarei então que voltem a dar acesso à minha conta.
Entretanto, estou por aqui no meu espacinho.

Regards,
D.

sábado, 9 de outubro de 2010

10.000

Serve o presente post para dar a conhecer aos leitores deste blog, que foram ultrapassadas as 10.000 visitas.
Sinto-me bastante lisonjeado por constatar este facto, e só posso prometer que continuarei a inundar a blogosfera com muito e mais material.
A todos os que propositadamente vêm visitar este blog; aos que acidentalmente 'tropeçam' por aqui, depois de uma pesquisa no google; aos meus amigos do peito e aos conhecidos; aos que sorrateiramente vêm espreitar a minha vidinha; aos que comentam com enorme sapiência, aos que não comentam, mas lêem; aos que acham graça, aos que acham alguma graça, e aos que não acham graça nenhuma, mas continuam a vir; aos meninos; ás meninas... o meu muito obrigado e voltem sempre.

Beijos e abraços

domingo, 3 de outubro de 2010

Doutor Amor

Eu tenho o condão de esclarecer dúvidas e fortalecer relações amorosas...
Passa-se comigo um fenómeno estranho que passarei as explicar, nas próximas linhas deste blog.
Vim a descobrir que a minha última namorada, que entretanto passou a ex-namorada, vai contrair matrimónio com o ex-namorado, que entretanto passou novamente a namorado. Até aí nada de especial, são coisas que acontecem com alguma regularidade, mas um aspecto interessante, é que este retorno, terá como apoteose o enlace matrimonial... Acham caricato? Ainda não? Ok... e se eu vos contar que esta situação já se passou comigo há um par de anos atrás?

É verdade, é a segunda vez que faço um casal feliz, e começa a revelar-se aqui um padrão.
Eu não queria ser mau e referir o caso do Mourinho e do Paulo Bento, mas o meu elevado ego só me permite ver as coisas nesse prisma. De qualquer das formas vislumbro aqui uma oportunidade de negócio, bem mais efectiva que a terapia de casais...

Eu no fundo sou basicamente um "parque de diversões", ou uma "colónia de férias" (private joke), onde as pessoas se divertem, se sentem muito bem e felizes...  Mas ninguém quer ficar num parque de diversões para sempre...

domingo, 26 de setembro de 2010

Livro de Caras

Desde o surgimento e consequente expansão da rede social "facebook" - que teve o condão de transformar um geek de universidade, num dos homens mais ricos do mundo - a nossa vida nunca mais foi a mesma.
Nos dias que correm, não ter uma conta no facebook, é simplesmente não ter uma identidade. É ser um vulto a deslocar-se na clandestinidade sombria da existência humana. Provar a alguém que de facto existimos, não tendo uma conta de e-mail associada a esta web social, é como o Cláudio Ramos tentar provar que é heterossexual... é assim uma coisa sem grande credibilidade...

É uma necessidade por demais evidente. Senão reparem, o próprio CR7 tem uma conta no facebook - que provavelmente será mantida e actualizada por algum membro da sua vasta família - onde expõe factos da sua sua vida pessoal. Nada de muito importante, coisas banais como ter um filho por exemplo...
Tal como o melhor/segundo melhor jogador de futebol do mundo, isso agora não importa... também para o comum mortal é importante divulgar aspectos da sua vida pessoal. Está bem que eu não tive um filho sendo pai solteiro, está bem que eu não tenho uma mansão enorme, uma colecção de carros de luxo, uma modelo da intimissi disposta a ramboias sem fim (neste momento a minha face muda de expressão ao dar-me conta da porcaria que é a minha vida)... Mas ainda no outro dia fui andar de bike para a montanha às 8 da matina de um domingo e coloquei uma foto no facebook (de facto tenho de fazer algo pela minha vida...).

Assim como comer ou dormir, para a maioria de nós, já faz parte da rotina diária "mandar uma posta de pescada" no facebook. E na falta de novidades ou inspiração, recorre-se a citações de outrem, vídeos, imagens, etc, etc, etc... O importante é fazer notar ao mundo que estamos vivos e de boa saúde, porque o mundo é um desconfiado do caraças e está sempre à perna, a topar o que se passa.... Se no meio disto tudo, conseguirmos possuir uma vasta colecção de amigos, aliado ao facto de receber muitos comentários...então meus caros ,a isso chama-se "Status"!

Para mim o facebook é ainda mais do que isso, é um dos locais onde mais promovo este blog. Devido a esse facto, veneráveis leitores (esporádicos, assíduos, pessoas que estavam a pesquisar porno e sabe-se lá bem porquê vieram dar a este blog...) tenho a dizer-vos que:
da parte da administração (eu!) Beijos e abraços

sábado, 25 de setembro de 2010

Ai poças...

Está em voga o uso de palavrões na escrita...
Pelas minhas recentes incursões pela blogosfera, deu para perceber que na actualidade, escrever um texto que não contenha um palavrão está démodé... Démodé porquê?... Porque os blogues onde se regista esta afluência de léxico anteriormente reservado ao mercado do bolhão, são em grande parte os chamados blogs cor-de-rosa, ou seja, blogues onde meninas da classe média/alta discutem temas tão profundos e construtivos, como os modelos de malas da última colecção Louis Vuitton... ups (aqui deveria ter inserido um "fodasse", malas não, carteiras...
Este fenómeno é em muito semelhante aquele que se passa com as caloiras na universidade. Crias que nunca antes tocaram com os lábios num gole de cerveja, emborcam a mesma, como se tivessem feito uma travessia num deserto, e esse fosse o único líquido disponível no momento...
Mas voltando ao cerne da questão. Meninas de salto alto e nariz empinado, que usam a palavra "merda" como interjeição, é mais ou menos como estar numa tasca do norte à noite a ver a bola... só que invés de se discutir o que é que a legítima esposa do árbitro faz nas horas vagas, discutem-se os penteados mais in da estação...
A evolução é mesmo gira, e tenho a certeza que nem Darwin previu isto...

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Friendly Fire

Tenho um dom! O meu dom consiste em ser inconveniente...
Desde os primórdios da minha infância que desenvolvi um humor um tanto ou quanto azedo e negro... era uma criança capaz de colocar os professores com a boca aberta e cara de parvos, com a inoportunidade desse humor demasiado "requintado" para um miúdo que mal sabia apertar os atacadores...
A verdade é que os anos passam - já sei apertar os atacadores - e esta capacidade mantém-se viva... tal e qual a chama da tocha dos jogos olímpicos, desde o ponto de partida, até à chegada. Enfim...
O que me deixa triste mesmo é quando sou mal interpretado, e quando por ventura acabo por ferir a susceptibilidade de alguém... É fodido, é como andar com uma arma destravada apontada ás pessoas...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Uma carta na manga

Um dos princípios do ilusionismo é conseguir focar a atenção do espectador num determinado ponto, impedindo que este perceba realmente o que se passa... Assim é a vida, por vezes estamos tão doentiamente focados em algo, que esse algo nos turva a vista, impedindo-nos de ver realmente a quantidade de coisas boas que se passam à nossa volta. E não me refiro (só) à vizinha do 2º esquerdo... estou a falar das situações e oportunidades que deixamos fugir, e que na maioria dos casos nem vimos chegar.

Não se foquem apenas num ponto. Parem! Observem mais do que as mãos do ilusionista que retira pombas da cartola... nada acontece por acaso, e se por um acaso acontecem, vale a pena ao menos perceber que acontecem...

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Portugal Portugal, de que é que tu estás à espera...

Há momentos na vida em que perdemos a noção de quem somos e de onde estamos. Isso pode acontecer com um cidadão comum e anónimo, ou mesmo com o guarda-redes de uma prestigiada selecção nacional... Por exemplo, ainda ontem abri o frigorífico e dei comigo a pensar porque raio o abri. O Eduardo fez exactamente a mesma coisa, só que tirou de lá de dentro um belo e gordo frango...

Enfim, o Agostinho Oliveira é boa pessoa, quase parece um seleccionador ali sentado no banco com um ar empertigado, mas a verdade é que quem demora a perceber que a equipa necessita de qualquer ajustamento à situação, e só mete um segundo avançado a menos de 10 minutos do fim, não revela grande ambição... Faz-me lembrar aqueles gajos que gostam muito de uma moça, mas demoram, e demoram, e demoram tempo a avançar... entretanto chega um marmanjo qualquer a papa-a mesmo diante dos olhos dele...

Eu venho por este meio oferecer-me voluntariamente para assumir os comandos da selecção, a troco de 1/3 do salário do actual (mas não muito) seleccionador Carlos Queirós, e de um sobretudo Armani... fica a dica ;)

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

O ventre de ouro

Hoje faz anos a mulher que mais me deu e dá nesta vida.
Desempenhou os papeis de mãe e pai com destreza apenas acessível a uma actriz galardoada de Hollywood, com o mérito acrescido de tudo ser real, feito à primeira, sem guião nem takes suplementares...
É a pessoa mais perto da perfeição que conheço. Com  ela aprendi a ter força, determinação, coragem, e não me deixar vencer pelas dificuldades que a vida nos coloca... pois ela já as teve practicamente todas, e deu-lhes cabo do canastro, sem dó nem piedade.

Sei que lhe custa fazer anos, raio da mulher é vaidosa como tudo, e não quer envelhecer, mas....

Feliz aniversário!
Amo-te mãe

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Bem-vindos, façam o favor de entrar...

Por amor ao que é belo e por vocação, passo horas a olhar para as coisas simples da vida... Rio tanto com a banalidade de um dia normal, que às vezes chego a pensar que tenho alguma folga na máquina suprema, e que não bato bem de todo.... "I think I'm dumb or maybe just happy", poderia ser uma das estrofes de um poema auto-biográfico, mas o Kurt antecipou-se, tirou-me as palavras da boca, e transformou-o em mais um hit dos Nirvana...
Muita gente admira a minha tranquilidade, mas no fim de contas mantenho a calma nos momentos complicados porque provavelmente sou inconsequente comigo mesmo.
Há muito tempo perdi o medo de arriscar, porque se é para "cair de trombas" no chão, ao menos que seja divertido enquanto durou. E depois, tal e qual um puto com os joelhos esmurrados e a sangrar, levanto-me do chão a rir e pronto para outra.

Portem-se bem

terça-feira, 31 de agosto de 2010

São só coisas

Quando te acostumas a ganhar e a perder, a vida deixa de parecer tão complicada...

A primeira vez em criança que mordes um limão ou uma lima, dá-se um momento bastante desagradável e constrangedor. Hoje em dia quando mordes um citrino dessa espécie, já sabes o que te espera...
É assim com toda e cada uma das coisas que acontecem na nossa vida, com menos vitamina c claro está, mas não menos desagradáveis... Cabe a nós juntar o açúcar, o gelo, e o cachaça, e fazer desse fruto acido e amargo, uma bela de uma caipirinha doce e gelada...

Take care

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Insólitos de estacionamento

Ele há coisas do arco da velha (desculpem, mas ouvi esta expressão no fim de semana, e agora vou usar a mesma até à exaustão.

Voltava eu do meu treino se segunda-feira - saliento segunda-feira - completamente esgotado e com o corpo a pedir algum tipo de alimento. Aproximei-me do carro para pegar nas chaves de casa, e de repente sou surpreendido por uma voz que me diz:
 - "Ó chefe! Acha que tem o carro bem estacionado?"
Eu olhei em volta, não vi ninguém, e  pensei para comigo:
- "Daniel já começavas a dormir umas horinhas decentes!"...

Volto a ouvir a voz, desta vez mais forte e do cimo de uma janela. Reparo num sinhor que aparentava ter uns 75 anos - com um farfalhudo bigode - que começa a fazer reparos ao estacionamento do meu veículo. Disse-me que tinha estado todo o dia à minha espera para me avisar que assim não pode ser. Eu surpreso olho para o meu popó e não encontro o motivo de tal exaltação. Sim, não estava totalmente na vertical, estava ligeiramente na diagonal (talvez por o estacionamento ter sido feito às 8h45 da manhã depois de ter conduzido 150 km), mas não dificultei o estacionamento a ninguém, e não cabia mais nenhum carro. Então tranquilamente disse ao senhor:
- Olhe vá descansar!
Bad mistake, o homem ficou possesso e quase me ameaça de morte depois de proferir tais palavras, intercepta-me no vale da escada, 20 cm a menos de altura, 20 cm a mais de diâmetro abdominal, em troco nú qual John Rambo, e certamente uma vida monótona e aborrecida, e uma falta de atenção enorme.
Depois de uma longa conversa em que abordamos todos os problemas do prédio, da rua, do bairro, da cidade, do país, do mundo, do universo... findo isto, despedimos-nos com um virtuoso bacalhau, um pedido de desculpas, e cada um seguiu a sua vida...

domingo, 29 de agosto de 2010

Moi et les avecs‏

A cada dia que passa vou alcançando um patamar superior na minha vida em direcção ao topo. Neste momento já tenho alguém a fazer o meu trabalho :)
Finalmente uma pessoa muito fofa acedeu ao desafio de escrever uma crónica para o 100sentido, e o resultado tem um je ne sais quoi, que me lembra as férias...

" Há dias foi-me colocado um desafio – sem grande sentido, diga-se – que passava por escrever e postar algo humorístico da minha vida neste blog um tanto ou quanto bizarro…
Depois de uns 5 longos e duros minutos a remexer nas gavetinhas, ocorreu-me um episodio fantástico que me atingiu há relativamente pouco tempo e que envolveu os nossos tão queridos e estimados “avecs” – leia-se emigrantes numa linguagem mais lúdica – e a minha pessoa.
Estava eu num dos muitos dias pacatos que preenchem a minha vida enquanto lojista em part time, quando sou surpreendida com a entrada repentina de uma família composta por esses fantásticos seres – pai, mãe e respectivas crias. Contrariamente ao que seria de esperar – tendo em conta que a minha loja está povoada de peluches e todo o tipo de artigos apelativos à criançada – mal os papás trespassam a zona de entrada, os seus adoráveis descendentes irrompem numa maratona na direcção exactamente oposta. E deste feito fez-se notar a presença da mãe que, bastante indignada, grita num correcto e perfeito português: “Meninos, já para dentro!”
Entre a birra e o obedecer, eu, como lojista competente que me considero, dirigi-me à progenitora com um sorriso convidativo perguntando-lhe se a podia ajudar… ao que recebo como resposta num sotaque inconfundível um “pardon, je ne comprend pas…
Se lhe podia ter simplesmente ter virado as costas na vez de me desmanchar a rir…? Provavelmente podia… mas não era a mesma a coisa!

P.S.: há que ter em conta que este era o meu último dia de trabalho. Que a minha reacção não sirva de exemplo para situações semelhantes caso queiram manter os vossos postos de trabalho.

Miss Butterfly "

Nota do proprietário do estabelecimeto:
- Este post não tem o intuito de ferir a susceptibilidade de nenhum emigrante (a não ser aqueles que andam de carro com a música muito alta, bonés colocados de uma forma esquisita, fios de ouro, misturam francês com palavrões bem portugueses, têm um carro quitado, e são ligeiramento parvos)

terça-feira, 24 de agosto de 2010

O mais ou menos Bom Samaritano

Não sei porque motivo isto sucede, mas constantemente sou agraciado com situações caricatas na rua...
Quanto a episódios que envolvem o uso de telefones celulares, já me aconteceu ser abordado por alguém estranho pedindo que lhe ligasse para o telemóvel, já recorreram à minha ajuda para esclarecer uma dúvida quanto a um algarismo, ou a melhor de todas, pediram-me para ler uma sms em voz alta... foi uma experiência gratificante, especialmente a parte "...gosto muito de ti. beijinhos"

É verdade que sou uma espécie de bom samaritano e gosto de ajudar as pessoas.  Tenho esperança que um dia uma delas seja Jesus Cristo na forma de um mendigo, e me ofereça a vida eterna... é que curto mesmo isto, e não me apetecia que de um dia para o outro me mandassem para o céu  (sim, porque seria impossível ser mandado para o Inferno)...

Entre os vários motivos pelos quais não me agrada falecer, são que:
- Pelo que vi das ilustrações dos livros da catequese, e de alguns filmes, o céu não é um bom local para praticar btt, e jogar futebol sem palavrões meus amigos, não é a mesma coisa.
- Não há sexo escaldante no céu, os anjos são uma espécie de Bill Gates antes de ser milionário, estão a seco...
- As pessoas andam vestidas de branco, e eu sou um desastre com roupa clara, de certeza que acabaria por ficar com alguma nódoa... Além disso, só gosto de usar branco para fazer desporto...
- Tens de sorrir para toda a gente, mesmo sendo segunda-feira, e eu não consigo estar bem disposto na segunda-feira... a não ser que em vez de trabalhar, esteja a fazer um dos dois primeiros pontos...
- Chegado ao céu reúnem-te com os teus familiares, como se fosse natal, mas sem a parte de poderes sair para comprar tabaco quando estiveres aborrecido... e toda a gente tem algum familiar de quem não gosta tanto (gosta tanto => eufemismo)...
- São uns corruptos, se chegas lá com uma máquina de café topo de gama são gajos para te mandar p'rá terra outra vez, se levares uns pacotinhos de café instantâneo, mandam-te barrar tostas de philadelphia...
- Antes de te deitares tens de te despedir com um "Até amanhã se deus quiser...", isto significa que se deus quiser a gente dorme, mas se lhe apetecer fazer uma festa no andar de cima com a música alta às 3h da manhã, tem esse direito...
- Tenho umas coisas pendentes do tipo, a minha irmã já me avisou que seria o padrinho do 1º rebento, e aquilo ainda está atrasado... Além disso um padrinho de baptismo tem de estar presente em várias etapas da vida da criança/adolescente, e não a/o quero desapontar...
- E a última e não menos importante, não há transmissões dos jogos do FCP.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Rescaldo

E pumba, de repente acabam-se as férias...

É uma sensação tão irritante como quando estamos a tentar dormir numa sala cheia de amigos bêbados, e estes não param de nos chatear... dolorosa como se alguém abrisse os estores do quarto num Domingo de manhã, uma hora depois de nos termos deitado na cama... chocante, como ver o Carlos Queirós ainda à frente da selecção nacional...
Enfim, é tudo isto e muito mais....
Quanto às férias, foram boas, diferentes. Tive tempo para me encontrar comigo próprio e com as pessoas que mais me querem, tive a dose certa de momentos de solidão e momentos de socialização, liberdade para fazer carradas de desporto ao ar livre, o prazer de brincar com o cão, o deleite de degustar peixe grelhado e carne no churrasco, passear bastante, dormir na praia, dormir no rio, dormir na piscina...
Sou uma pessoas simples, e cada vez mais aprendo a encontrar a felicidade nas coisas simples.

Para quem está ou vai de férias, votos de boas férias... para quem já foi, olhem... aguentem pá :)

Bjs e abraços

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Aviso

Caros leitores e amigos.

Venho por este meio informar vossas excelências que entrarei de férias hoje. De salientar ainda que manterei este estado durante as duas semanas seguintes.
Não quero dar a entender que pararei de publicar belos textos no blog. Até porque este post tem o intuito único e exclusivo de "meter nojo" ás pessoas que ficarão por cá a trabalhar nesta data.

Quero desejar a todos um feliz natal, mas guardarei esses votos para o mês de Dezembro, altura em que se celebra o mesmo, e portanto ocasião de serem feitos.

Fiquem bem, portem-se e lavem bem os dentinhos.
Beijos e abraços

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Frutinha

A natureza pode ser muito promiscua... ou então sou eu...

terça-feira, 20 de julho de 2010

Confiança

Confiança não é apenas o nome de uma seguradora, confiança é a base de qualquer relação...
Assim como uma árvore de natal necessita de uma boa base para não cair - e arrastar pelo caminho, uma jarra antiga da nossa mãe, que por acaso tinha sido um presente de casamento - também nos relacionamentos é necessário haver alicerces que a suportem e evitem que tudo desmorone como um castelo de cartas.

Da mesma forma que um filho confia que o pai lhe segura o selim da bicicleta enquanto este aprende a pedalar, ou da mesma forma que o membro de uma banda rock se lança para a multidão (bem, neste caso não é apenas confiança)... também nós necessitamos de saber que do outro lado não nos vão deixar ficar mal. Quando isso acontece é a melhor coisa do mundo, quando não acontece é uma sensação bastante, digamos desagradável... pior que ver um episódio completo de uma novela da tvi amarrado numa cadeira, enquanto nos depilam as pernas com uma pinça...

Este fim-de-semana caíram árvores de natal...

Dou graças aos meus amigos, aquelas pessoas que não largam o selim da minha bicicleta, me impedem de cair de trombas ao saltar de um palco, e me ajudam a esconder os cacos para que a minha mãe não perceba...

O verdadeiro Chef

Saudações meu povo,

Durante a manhã decidi que iria almoçar risoto. Não me perguntem porquê, até porque não tenho uma explicação lógica para o acontecimento deste fenómeno, mas decidi que este iria ser o meu almoço... No meio disto tudo gostaria de ressaltar que nunca antes me tinha aventurado na confecção deste prato, e pouco mais sabia além dos ingredientes que compunham o mesmo.
Recorrendo ao tradicional e sempre fiel motor de busca do Google, dei origem à minha saga culinária. Mentalizei-me e preparei cada passo, como se de uma cerimónia solene de tratasse. A confecção desta relíquia culinária, representava para mim muito mais do que saciar o apetite, constituía um desafio que queria superar com distinção!
Munido da minha colher de pau, e recusando qualquer pensamento que apontasse no sentido do restaurante italiano do bairro, acabei por preparar um risoto de bacon/cogumelos/frango e pesto divinal.

Fica a fotozinha como prova do crime.
 
O prato foi devidamente acompanhado por uma salada biológica, patrocinada pelo casal Guerrinha, e por uma taça de vinho verde branco da região de Celorico de Basto, cortesia da minha querida e santa Mamma..

Beijos e abraços

terça-feira, 29 de junho de 2010

Nem bom vento, nem bom casamento, nem bons resultados...

É verdade que em termos de individualidades, ali o pessoal do país da siesta e das paellas está melhor servido. Assim como não é menos verdade que o (segundo) melhor jogador do mundo não se mostrou motivado e não brilhou.
Até poderíamos ter saído com o saco cheio, mas o Eduardo (mãos de ouro) não deixou.
Foi uma selecção sem grande chama, e só a (ilusória) esmagadora vitória sobre a Coreia do Norte trouxe alguma esperança.
Despedimos-nos com a certeza da necessidade de uma grande reestruturação, e com a confirmação que a contratação de Queirós para os comandos da selecção foi um flop total..

terça-feira, 22 de junho de 2010

Para a próxima é que é

Geralmente as primeiras vezes não me correm bem. Aliás, na sua maioria resultam em experiências desastrosas, surreais e hilariantes. Sou uma espécie de Carlos Queirós, com a particularidade de auferir de um salário infimamente menor, e de conhecer os jogadores portugueses.
 A minha "Wall of Shame" mental está povoada de momentos incrívelmente deprimentes, que tento esquecer com imenso carinho.
Comigo a sorte de principiante só se aplica no caso de ser a SORTE de ter sobrevivido, a SORTE de não ter levado nas trombas, ou a SORTE de voltarem a falar para mim.

Eu sou daquelas pessoas que cai muitas vezes até conseguir atingir algo. Daquelas pessoas com um enorme poder de superação. E com uma resistência à vergonha que p**** que a pariu...

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Pumba

O dia fica marcado pela esmagadora vitória da selecção nacional por 7-0 sobre a Coreia do Norte. Fazendo a analogia do ketchup, e imaginando que o jogo era um bitoque, o resultado final foi algo parecido com uma esparguete à bolonhesa...

Subitamente, e de um momento para o outro, a vitória sobre a Coreia sem Norte e a conquista da vitória mais volumosa alguma vez conseguida numa fase final de um mundial, fez crescer nas pessoas o patriotismo e a euforia. 

A vida é mesmo assim, um dia estamos na mó de baixo julgados e crucificados pela opinião pública, e no outro estamos a fazer a dança do McDonalds ao som de vuvuzelas...



sexta-feira, 18 de junho de 2010

Saramago (1922-2010)

Eu achava piada ao homem... não era consensual. Dono de um discurso desprovido de hipocrisia, dizia aquilo que pensava, não dando grande importância ao efeito que as suas palavras provocavam nas pessoas.
Não era grande patriota, apesar de ser um estandarte da nação... talvez o cozido à portuguesa lhe caísse mal e preferisse a paelha, ou descobriu nas espanholas aquilo que não chegou a encontrar nas lusitanas, enfim...
Tinha uma espécie de obsessão sobre a Igreja católica (apesar de fazer bastante sentido), o que se revelou a galinha dos ovos de ouro do mesmo, a controvérsia gera publicidade, a publicidade gera dinheiro, as galinhas não têm dentes...
Tinha uma forma de escrever própria, não muito emotiva, um pouco fria até.. mas deixará para sempre a sua marca, sendo o único lusófono a ganhar um prémio Nobel da Literatura.

Cá para nós Saramago, se Deus for desprezível e vingativo como o descrevias nos teus livros, estás lixado...

Descansa em paz

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Corpo de Deus

Sinto-me ligeiramente aborrecido...
Todos os planos que tinha para este feriado foram por água abaixo, e neste momento, encontro-me com o belo do rabo sentado no sofá, a praticar essa bonita arte do zapping televisivo.
Ver tv não é algo que entretenha muito, mas o calor que faz lá fora, e a pouca vontade de pensar, catapultaram-me para este cenário.

Btw, hoje é dia santo (e não feriado), e celebra-se a "Festa do Corpo de Deus". Que é um mote engraçado para uma celebração...
Corpo de Deus, neste contexto significa Corpo de Cristo, e parece-me uma boa de uma desculpa para a ramboia, do tipo:

Pessoa ligada à religião católica com poderes para instituir celebrações 1:
- Já celebramos o nascimento, a morte, a ressurreição... e agora? ainda há muitos dias sem desculpas para não trabalhar...
PLRCCPPIC 2:
- Epá podemos celebrar, sei lá, o corpo de cristo... eheheheh
PLRCCPPIC 1:
- Olha é isso mesmo!
PLRCCPPIC 2:
- Estava a gozar...
PLRCCPPIC 1:
- Cala-te, já está.

Os católicos são uns foliões de primeira, e isso não deixa de ser positivo :)


Bom feriado, ups, dia santo a todos.

Abreijos!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

E se metessem essa corneta no...

Só queria informar as pessoas que gostam de soprar nas vuvuzelas às 3h da manhã ao passar pelo meu prédio, que um dia destes vou urinar-vos em cima!

Muito obrigado

quarta-feira, 19 de maio de 2010

No fundo as coisas nem mudaram assim tanto...

Bruna, a já famosa professora de Mirandela, passou de promover a prática da música, para promover a prática das artes manuais...

sábado, 8 de maio de 2010

DMI - Este é a sério

Este espaço geralmente retrata as peripécias da minha vida, e a forma com humoristicamente vejo certas coisas, mas hoje abro uma excepção.
Há uns tempos uma amiga confidenciou-me que a irmã sofria de DMI(Degenerescência Macular da Idade), doença que desconhecia, mas aprontei-me a pesquisar.
A DMI é uma doença sem cura que afecta a retina do olho que - caso não seja detectada e tratada a tempo - em ultima instância provocará a cegueira.
Apesar de haver pessoas mais propensas a esta doença, ninguém é imune, por isso se detectarem alguma perturbação na visão, não fiquem à espera que a coisa passe. Abaixo deixo o site onde podem consultar toda a informação detalhada sobre a DMI, terapêuticas e clínicas.

http://www.dmi.com.pt/

Um bom fim de semana a tod@s
Beijos e Abraços

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Insólitos Madrileños

Estava em Madrid.
Eram por volta das 15 horas e encontrava-me numa mercearia de bairro a comprar fruta. Mas fruta mesmo, daquela com o brix no ponto certo como a do Pingo Doce, não estou a usar nenhuma metáfora, até porque sou bem menino para escrever putas no meu blog sem grandes problemas... adiante... Enquanto pegava numa maçã e a metia no respectivo saco de papel, senti uns braços envolverem o meu corpo. Não estranhei ao princípio, porque tenho consciência do sex appeal que possuo (que chega a ser comparável à minha modéstia), mas quando fui apertado e ouvi uma voz que aparentava mais de 40 anos e que dizia "Hola cariño!", fiquei confuso... Das duas uma, ou eu estava com um grave problema de memória e não me lembrava daquela senhora, ou, havia ali um engano. Voltei-me, e fiquei a olhar nos olhos da respectiva com uma expressão de parvo que possuo, e que quem me conhece pessoalmente porventura saberá do que falo. A senhora apenas sorriu, pediu desculpa e foi embora, deixando-me ali com um saco de maçãs na mão enquanto a observava partir...
Senti-me usado...

domingo, 25 de abril de 2010

Insólitos matinais

Hoje de manhã enquanto passeava de bicicleta pelas zonas de basto, saboreando o belo sol e as magníficas paisagens, fui abordado por um senhor que circulava também de bicicleta mas no sentido oposto. O homem aparentava ter por volta dos 60 anos e conduzia uma velha bicicleta, modelo avô, coberta com uma grossa película de sujidade... Após me ter feito sinal para abrandar, proferiu a seguinte frase:

"Não vá por aí por causa dos cães! Não vá por aí que os cães fodem-no!"

Eu fiquei perplexo e por 2seg pensei em procurar uma alternativa, mas nem por isso desviei a minha rota. Se os humanos se curvam perante a minha presença, os animais também o farão. (Nota: as palavras "se curvam perante", poderão ser substituídas simplesmente por "ignoram").

A verdade é que não apareceu qualquer cão naquela zona, e cheguei a casa são e salvo. Mas mesmo assim, e enquanto vos escrevo isto mantenho-me alerta... não vá aparecer algum canídeo raivoso e me ataque pelas costas!

sábado, 24 de abril de 2010

O Regresso

Estou de volta... Como podem comprovar ainda não faleci. A verdade é que, até que seja provado o contrário, eu acredito ser imortal.

O que tem afastado as minhas palavras dos vossos olhos, não é consequência de qualquer nuvem vulcânica, porque sim senhor eu voo, mas bastante baixinho. O que tem impedido o fluir das minhas ideias e conceitos revolucionários, e o alertar a vossa mente para o que vos rodeia, prende-se com uma carga acentuada de trabalho e consequente redução de vontade de ligar o meu computador pessoal, que não seja para ver jogos de futebol na web, bom cinema caseiro, e comentar os estados do facebook dos meus amigos, não vão eles esquecerem-se de mim e é uma vergonha social ter um perfil do facebook sem comentários de outrem.

Na minha vida têm-se passado muitas coisas, essencialmente bifes, porque roupa não é comigo. Estou à espera que alguma mente brilhante invente uma Bimby versão "passa a roupa", para facilitar esta minha vida baseada em independência do sexo feminino. De resto, tentarei estar mais presente, e ser a luz que vos ilumina nesta descoberta da humanidade.

Continuem por cá,
Bjs e Abraços

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Insólitos

"Força home... quando espetares uma murraça em alguém, é logo uma certidão de óbito..."

Frase proferida por um indivíduo aos berros, que se colocou por detrás de mim no ginásio, enquanto eu fazia dorsal no puxador...

terça-feira, 30 de março de 2010

No local de trabalho

Gaja1: "Hoje pesei-me e estou mais gorda..."
Gaja2: "Pois... Mas pesaste-te numa balança digital ou analógica?"
Gaja1: "Foi digital... porquê?"
Gaja2: "É que eu geralmente peso mais nas analógicas..."
Gaja1: "Ahh... Mas não ganhei massa gorda, por isso deve ser músculo..."
Gaja2: "Eu conheço uma gaja que pesa 45 kg, mas tem muita massa gorda... ou seja, é magrinha, mas tudo o que tem é massa gorda..."
Gajos com cara de parvos: "Vocês não acham que este local não é o sítio indicado para esse tipo de conversas?"
Gajas: "Mas vocês homens só falam de coisas chatas..."
Eu: "Tipo trabalho, não é?..."

quarta-feira, 24 de março de 2010

Pensamentos

Há dois tipo de pessoas no mundo.
As que obtêm muito prazer com o seu trabalho,
e as que não fazem filmes porno...

terça-feira, 23 de março de 2010

Futebol espectáculo

As más raparigas vão para o Inferno... As boas, vão desempenhar funções de apanha-bolas na final da taça da liga...

segunda-feira, 15 de março de 2010

As Rotundas

Surgiram para aliviar a "dor de espera" dos semáforos, e depressa se converteram numa moda em Portugal. O seu número cresce de uma forma quase exponencial, e dá a sensação que existem já rotundas colocadas estrategicamente para entrar em rotundas.
É verdade que quando vistas de uma perspectiva aérea produzem um efeito deveras espectacular, e tornam-se especialmente bonitas, quando adornadas com objectos estranhos que representam muito, ou muito pouco sobre o local onde se encontram.

O problema que sucede é que, o condutor português comum parece não conseguir assimilar os conceitos básicos de circulação nas rotundas. O facto de esta possuir mais de uma faixa de rodagem, parece desde logo, provocar uma certa confusão na cabeça de algumas pessoas. Por esse motivo, e para evitar sinais feios com os dedos, buzinadelas compulsivas, ofensas à integridade moral das mães dos pervericadores, ou mesmo cenas de pancadaria em plena via pública... o blog "Uma frase sem sentido", traz até aos vossos ecrãs uma imagem, e um vídeo explicativo:



(Agradecimentos à SIC)

sábado, 13 de março de 2010

Dentista

Hoje estive no dentista... Fui tratar um dente que dava alguns sinais de desgaste, e apresentava já um pequeno orifício.
Sinceramente, ir ao dentista é daquelas actividades que não aprecio de todo. Possuo mesmo uma certa abominação a brocas, agulhas e a todo esse material, além de considerar um enorme constrangimento estar de boca escancarada, enquanto alguém nos perscruta os recantos da mesma.
Tenho para mim que a boca é como um santuário privado, é algo nosso, algo que não deve estar ali exposto aos olhos de toda a gente... Sentado naquela cadeira sinto-me incomodado, sinto-me desamparado, sinto-me completamente nu perante uma multidão... e isso não tem muita graça... a menos que se trate de uma manifestação pelos direitos dos animais, ou uma orgia claro está...

sexta-feira, 12 de março de 2010

Pornografia

Não sei bem como nem porquê, no outro dia dei por mim a visionar a secção de filmes para adultos numa superfície comercial. Depois de uma breve análise, qual não foi o meu espanto, ao constatar que o produto porno que se consome em Portugal, provém na sua maioria de importação.
Isto para mim constitui um escândalo!
Numa altura em que o País atravessa uma grave crise económica e necessita de incentivos à produção interna, estas grandes superfícies optam por vender filmes made in Brasil, Espanha, ou mesmo China (na China, bolas!), em detrimento da pornografia nacional.
Eu acredito na capacidade do nosso povo, que já provou ser bastante competente. E que em Portugal temos actores e actrizes, com capacidade mais que suficiente, para desempenhar com a mesma qualidade que se vê lá fora, qualquer guião de um filme do género.
Além disso, um filme em português, consegue aproximar-nos da história, e transmitir um leque de emoções mais alargado, do que em qualquer outro idioma.
Fica o meu alerta para esta situação, e peço às pessoas competentes que façam alguma coisa...

terça-feira, 9 de março de 2010

Conclusivamente inconclusivo

O resto da semana estarei fechado numa sala de reuniões para abordar assuntos.
Trata-se de um conjunto de sessões para esclarecimento de dúvidas, que incluirão entre outras metas, limar certas arestas.
Até ao momento, e através da análise de várias situações, temos proliferado em vários aspectos. No entanto, temos previsto continuar a debater temáticas, no intuito de resolver questões.
É claro que serão levantadas problemáticas relativamente a detalhes menos óbvios de derivados casos e cenários, contudo pretendemos alcançar conclusões satisfatórias para todas as partes...

segunda-feira, 8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher

Muita gente fundamentará a existência do “Dia Internacional da Mulher” com datas históricas, de certas e determinadas manifestações na Europa e nos EUA, em prol da igualdade entre os sexos, e contra a discriminação. Mas não será isto uma forma de camuflar que na realidade elas gostam mesmo é de receber mimos e atenção?

Vamos por partes.
Em geral as pessoas do sexo feminino que conheço, afirmam que sim senhor, é uma data histórica que merece ser recordada, mas que é uma parvoíce que lhes seja atribuído um dia ao nível do “dia mundial da árvore”, ou mesmo do (fabuloso) “dia internacional das zonas húmidas", e que na realidade o dia da mulher é todos os dias... Mas a mulher que não goste de receber presentes, flores, massagens, ou demonstrações de carinho... que atire o primeiro sapato!

Eu aproveito esta ocasião para lançar o repto da criação do "Dia Internacional do Homem". É algo que nos faz falta, e já tenho um par de ideias relativamente a isso.
Será um dia em que nos ofereçam cerveja na rua; em que a TVI passe três jogos de futebol seguidos ao serão; nas estações de serviço nos lavem gratuitamente o carro; os bares nos brindem com sessões ininterruptas de strip... enfim *inserir longo suspiro*...

De qualquer das formas meninas, gostem ou não gostem, podem aproveitar este dia para causar o pânico e a incerteza na cabeça do homem... Basta que façam a típica e assustadora pergunta:
"- Querido, sabes que dia é hoje?"

sexta-feira, 5 de março de 2010

A minha Musa

A sexta-feira provoca em mim emoções boas. Tal como o fim do ano e respectivo começo de um novo, nos traz uma espécie de esperança renovada, e nos faz acreditar numa vida melhor, a sexta-feira faz-me acreditar que nem tudo é mau na semana de trabalho. A perspectiva de puder estar dois dias sem labutar, a fazer aquilo a que de modo geral se poderá chamar de "viver", faz-me ver o mundo com outros olhos. Com uns olhos brilhantes de miúdo gorducho, que contempla um deliciosos bolo de chocolate na montra de uma pastelaria.
Por tudo isto, a sexta-feira é a minha donzela, a minha musa... por ela suspiro a cada começo de uma nova semana, e é a sua recordação que me mantém firme ao longa das dificuldades e obstáculos que essa mesma semana me acarreta...
E ao final da noite, já nos seus braços, finalmente me sinto tranquilo e feliz...

Bom fim-de-semana

quinta-feira, 4 de março de 2010

Elas deixam-me assim...

Alegram-nos a vista e o coração. Pela sua beleza, pela sua sensibilidade... há as que nos cativam por serem donas de um corpo que nos prende o olhar, algumas por possuírem uma enorme inteligência e personalidade forte, outras pela sua bondade e simpatia, mas...
Bolas!!!
No que respeita a cores, as mulheres são demasiado picuinhas. Para elas, cada tonalidade de uma cor poderá ser designada por um nome diferente, por isso não é de estranhar que eu, sendo um homem simples, fique um pouco aos papéis quando escuto as minhas colegas falarem em cores com nomes estranhos como fucsia ou púrpura... ou quando detectam diferenças entre o roxo e o lilás.
Onde é que aquele ser frágil e fofinho, armazena tanta informação relativa a cores e tonalidades?! Vai-se a ver, e possuem uma parte do cérebro dedicada única e exclusivamente ao processamento e análise das mesmas.
É uma questão que intriga esta pobre alma masculina, que se limita a  olhar para elas com cara de parvo e a pensar... azul QUÊ?!

quarta-feira, 3 de março de 2010

O que é que ele tem a mais do que eu?!

Em cinco anos já vivemos muita coisa juntos. Tivemos os nossos momentos... alguns muito bons, outros menos bons. Mas ultimamente tenho sentindo que a nossa relação está cada vez mais desgastada.
Longe vão os seus tempos áureos, tempo em que as suas curvas me atraíam e me me faziam sentir um homem de sorte. Sorria ao tocar-lhe, dava-me um enorme prazer pôr-lhe as mãos em cima.
Fomos rebeldes juntos, ouvimos músicas aos berros em viagens longas sempre com as rotações ao máximo. Tínhamos uma bela relação.
Nos últimos tempos já dei por mim na rua a contemplar, e a suspirar por outras curvas que não as suas. Já não me providencia o mesmo conforto que dantes. Talvez eu esteja mais exigente...
Confesso mesmo que já tive experiências por fora, que gostei, e foram bastante gratificantes.
Mas o que me tira mesmo o sono, o que me revolta... é que ultimamente o meu carro passa a vida no mecânico. Sem contemplações pela minha vida pessoal e social, sem se preocupar com o dinheiro que me custa tanto a ganhar. Comporta-se como uma esposa fútil viciada em compras, que só encontra a felicidade nas ditas. Arrasta-me para a oficina e fico ali, qual tarde de domingo no shopping de braços cruzados à entrada da Zara.
Não entendo o que é que o mecânico tem a mais do que eu. Talvez lhe dê mais atenção, talvez o entenda melhor... A verdade é que isto começa a parecer o princípio do fim...

terça-feira, 2 de março de 2010

De España, nem bom vento, nem bom casamento

Volume 3
Como detectar que já estamos em Portugal (o último da triologia)

1º Parece que abruptamente as estradas nacionais encolheram. Como se estivéssemos dentro do filme "Honey, I Shrunk the Kids" (Querida, encolhi os miúdos), e conduzíssemos um Monster Truck.
2º Nas gasolineiras o preço do diesel tem mais um dígito, apesar de o líquido ser igual.
3º Ao tentar ultrapassar um carro de alta cilindrada (com um reles seat ibiza de 99), o condutor deste fica "amuado" e acelera a fundo, impossibilitando concluir a manobra.
4º As pessoas fazem um ar estranho quando entras numa cafetaria e pedes "un café solo".
5º O café sabe realmente a café!
6º O café custa 0.50€ e não 2,20€.
7º As pessoas falam num tom normal e não te doem os tímpanos.
8º Estás mais de 5 minutos sem ouvir um palavrão. 

domingo, 28 de fevereiro de 2010

De España, nem bom vento, nem bom casamento

Volume 2
Formas de passar um bom bocado em Madrid

1º Mesmo que domine perfeitamente a língua nativa, opte por pedir informações no metro em inglês. Aproveite para fazer apostas com os seus amigos a ver quem se consegue manter mais tempo sério!
2º Ultrapasse os condutores espanhois pela direita. Os condutores deste país possuem a mesma fobia que os portugueses relativamente à faixa de rodagem do lado direito, mas ao que me apercebi, aqui é muito comum ultrapassar pela direita. Por esse motivo opte por passar por esse lado enquanto olha para o condutor com cara de reprovação. É muito bom! 
3º Entre nas lojas de souvenirs ou regalos, e brinque com as várias coisas que existem na mesma. No fim saia sem comprar nada...
4º Tente chatear os "homens estátuas". Se passar na calle Arenal, provavelmente vai dar de caras com uns certos indivíduos que passam o dia sem (e isto literalmente) se moverem. Aproxime-se o máximo possível de um desses actores, e olhe-o fixamente nos olhos até este piscar... no final sorria e diga, "Yo gané!"

sábado, 27 de fevereiro de 2010

De España, nem bom vento, nem bom casamento

Volume 1
Como sobreviver a uma viagem de carro de 5 horas Aveiro - Madrid
 
1º Possuir um carro comercial com matrícula Portuguesa, e entrar em Espanha pela noite, pode revelar-se uma má opção. Isto porque os senhores da guarda fronteiriça, podem mandar parar o veículo, e revistar cada centímetro do mesmo. Bem como o respectivo condutor.
2º Levem dispositivos equipados com boa música. Não pensem sequer em sintonizar o rádio. Ouvir uma rádio espanhola menos de um minuto, pode por si só, causar danos cerebrais irreversíveis.
3º Tomem cafézinho do bom antes de abandonarem o país. Em Espanha chamam café a uma bebida negra, de sabor muito duvidoso. Que além de ser cara, ao ingerir a mesma, podem dissolver-se as paredes do estômago.
4º Levem algum dinheiro para pagar a portagem. Nem todos os cartões multibanco funcionam, e podem ter o azar de esperar 20 minutos (20 longos minutos), que vos tragam uma máquina capaz de ler o vosso cartão. E mesmo assim poderá não funcionar, e terem de esperar mais 10 minutos que vos passem um papel para pós-pagamento.
5º Não comam (nunca) uma sanduíche pré-embalada numa estação de serviço!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Obsessão por "Pila"

Quando entro no elevador para descer para o rés-do-chão... sim porque eu subo pelas escadas mas desço pelo elevador, até porque tenho para mim que, isto de subir pelo elevador é para meninos!
E além disso, já li várias vezes que subir escadas é um óptimo exercício. Quanto ao descer escadas, não vem referido em nenhuma publicação desportiva.
Mas voltando ao cerne da questão.
O elevador do meu prédio, é uma daquelas caixas em madeira, relativamente escura, e sem espelho. O que é que sucede? Sucede que as pessoas aborrecem-se no longo trajecto que têm de percorrer para chegarem ao destino, e decidem deixar a sua marca nas paredes do mesmo.
Nada de invulgar até ao momento portanto.
O que eu reparei foi que, a palavra "pila", está escrita três vezes no mesmo elevador. Assim isolada. Sem mais nenhum texto a acompanhar. Ali sozinha em lugar de destaque.
Apesar de distintos tipos de letra, tamanho e local, a "pila" está presente cada vez que faço o trajecto desde o meu andar, até à porta da rua. E isso intriga-me...

Mas afinal o que é que esta gente quer dizer com isto?! Qual é a mensagem que estão a tentar passar aqui?!!
Serei eu demasiado superficial na minha abordagem, e não consigo retirar da "pila" o seu devido valor?!
Estarei a negligenciar algo, e por isso não compreenda o verdadeiro significado da "pila"?

Enfim... estas questões tiram-me o sono durante a noite. Quase tanto como haver no meu prédio uma rede wireless com o nome "Lambe Cricas"...

Bjs e abraços

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Comportamentos de ginásio

Se estivermos com atenção ao que nos rodeia, percebemos que se passam muitas coisas dentro de um ginásio. O ginásio é uma espécie de mundo dentro do mundo, no qual as pessoas se comportam segundo determinados padrões.
Em primeiro lugar há aquelas pessoas que vão de carro até ao ginásio, e não contentes com um lugar a cerca de 300 metros da porta, decidem estacionar em cima do passeio, como manda a lei (da rua). Normal, não fossem depois para as passadeiras do ginásio andar a pé.
Há também aqueles que acham que os resultados da musculação são instantâneos. Não sei já repararam na gente que, depois de uma série de um exercício, vai observar os músculos ao espelho, e os toca para perceber se já cresceram.
Depois existem pessoas, com umas roupas, que devem ter pedido emprestado ao irmão mais novo, que sim senhor levantam muito peso e são muito fortes, mas que ao fazer isso, emitem uns gemidos um tanto ou quanto estranhos.
Por seu lado, e mais numa onda de observação e relax, há gente, geralmente homens com mais de 40, que ficam o tempo todo a topar os rabinhos das meninas.
Numa categoria à parte estão aquelas pessoas que acreditam piamente que ir ao ginásio, por si só, as vai pôr em forma. Chegam ali com a sua garafinha de água e a sua toalhinha, andam 5 min na bicicleta, vão buscar uma revista, e vão-se sentando nas máquinas... Eu sei que isto vai surpreender muita gente, mas para obter resultados é mesmo necessário, fazer algum esforço.

Se se lembrarem de mais alguma estereótipo, é favor escreverem abaixo :)
Cuidem-se muito, e bom resto de fim-de-semana

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

A viagem de Autocarro

Quando entrei naquele autocarro no dia 17 de Fevereiro, estava longe de imaginar que aquela seria "A Viagem de Autocarro". Este dia ficará para sempre guardado na minha memória, bem como nos arquivos deste blog.
Eram 19 horas, e após unas belas noites a celebrar o Carnaval nas Caldas da Rainha, voltava para Aveiro de autocarro. Acomodei-me num banco, e preparava-me para uma longa e aborrecida viagem, quando o feedback de um microfone me desperta do tédio. Nas colunas ouve-se:
"Boa noite senhores passageiros, o meu nome é Tiago. São 19 horas e vamos dar início à nossa viajem..."
Até aí uma normal introdução... eis então que começa um festival de stand-up, partilha, críticas à empresa, e "miminhos" aos passageiros.
Tiago começou por refilar sobre o horário de chegada e as condições meteorológicas não favoráveis, convidando os senhores de "cu gordo" que estão nas secretárias e fazem os horários, a andarem de autocarro. Mas Tiago não foi só críticas, Tiago afirmou que não gostava de pessoas mal-dispostas no seu autocarro, e que se alguém não estivesse bem, para o avisar.
Tiago incentivou as pessoas a praticarem a reflexão, e a esquecerem os problemas da vida. Aproveitarem aquelas horas para "arrumar" os seus problemas, de modo a terminarem a viagem com um sorriso no rosto.
Tiago convidou as pessoas a porem o cinto de segurança, isto porque a guarda "embirra", porque para tratar da segurança estava lá ele. Tiago afirmou que cuidava de nós como se fôssemos seus filhos, e para consideramos a viagem de autocarro, um passeio em família.
Tiago, e após algumas pessoas referirem que as pessoas não estavam sentadas no número de lugar correspondente, contou a trágica e hilariante história de duas senhoras de idade, que andaram "à chapada" por causa de um lugar.
Tiago referiu que as pessoas poderiam comer no autocarro, desde que não sujassem nada! E contou que uma vez, uma família cigana se tinha "esquecido" de uma fralda no banco. Mas Tiago não é racista, Tiago referiu que tem amigos ciganos, e que até gosta de música cigana. Além de referir que é um pacifista, e que não gosta de violência.
E muito mais... Tiago foi alternando momentos de silêncio, com verdadeiras pérolas de sabedoria, perspicácia e humor. Resumindo, Tiago foi um verdadeiro entertainer, um contador de histórias... que fez com que aquela viagem de várias horas, passa-se a voar...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Dia de São Valentim »--> $

Olá pessoas!

Hoje é o dia de S. Valentim, também conhecido como o Dia dos Namorados.
Trata-se de uma data que tem como grande imagem metafórica, um ser gordito de cuecas, que sai à rua a lançar flechas a pessoas livres e descomprometidas, catapultando-as para esse mundo conturbado e complexo das relações amorosas.
Nesta ocasião, e num só dia, é celebrada toda a pirosice que rege essa coisa a que dão o nome de "romance".

Mas o que é isto do St Valentines day?
Ora bem, o dia de S. Valentim é basicamente o dia, em que os casais que também são casais os restantes 364 dias do ano, celebram o facto de serem um casal... Confusos?

Ora bem, noções básicas. Nesta data há certas coisas a reter:
1º É peremptório que os casais sejam queridos entre si, e façam coisas românticas. Por esse motivo os restaurantes criam menus para o efeito, que basicamente são composto pelos mesmos pratos, mas um pouco mais dispendiosos. As salas de cinema ficam repletas de casalinhos apaixonados, que parecem colados como siameses, e que comunicam entre si num dialecto estranho e complexo. E por todo o lado as pessoas parecem mergulhadas numa onda de romantismo que as torna uma espécie de zombies fofinhos, a comportarem-se todos de maneira muito similar.
2º É fulcral que neste dia oferecer presentes e flores. Flores estas que são essencialmente rosas vermelhas, se comprarem com antecedência, ou umas que sejam parecidas. E presentes estes, que passam pelos tradicionais ursinhos de peluche com mensagens amorosas, até às noites num hotel de 5 estrelas, que basicamente se transformam numa espécie de motel de estrada, tal é a recorrência de actividades que se desenrolam nesses quartos.
3º Passado este dia, podem voltar às discussões matrimoniais típicas, sem nexo e sem sentido... e o ciclo gira mais uma vez até ao próximo ano.
Da minha parte, especialmente tocado por esta ocasião, me despeço com os tradicionais, mas mais sentidos,
Bjs e abraços

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Aquele tralho do Abrunhosa

Bom dia,

Depois dos níveis de popularidade alcançados pela queda de Pedro Abrunhosa no programa Ídolos da SIC, surgiu em mim a necessidade de escrever sobre este assunto.
Primeiro, e não sei se repararam, Pedro Abrunhosa ficou tão abalado com o tropeção e consequente "espalhanço", ou abismado com o salto artístico-heróico do João Manzarra, qual Robin, o mítico companheiro de aventuras do Batman, que nem conseguiu cantar...

Este "malho" leva-me a abordar a problemática de usar óculos escuros em ambientes com pouca luz. É certo que grandes artistas como Ray Charles e Stevie Wonder também usavam/usam óculos escuros durante as sua actuações, mas com o pormenor irrelevante de serem invisuais. Usar óculos escuros quando a luminosidade não nos permite ver a 100%, e encontrarmos-nos a caminhar num cenário com centenas de escadas, e alguns buracos é arriscar... E é sabido que Pedro Abrunhosa é um rebelde que gosta de arriscar.

Deu para ver (mesmo com óculos escuros) que o mundo virtual está cada vez mais rápido e activo. Menos de 5 minutos depois do "tombo", já circulavam vídeos no youtube, e começaram a surgir grupos no facebook sobre o momento alto da televisão portuguesa dos últimos tempos.

Ora bem, esta situação, vulgo o "catrapumpa", conseguiu abafar tudo o resto que se passou nesse programa, e eu tenho uma teoria que é a seguinte:
Se Alberto João Jardim tivesse dado um valente "tralho" antes de apresentar o orçamento da Madeira, desconfio que o pessoal da assembleia o tinha aprovado e nem tinha reparado.Se Gerorge W. Bush tivesse escorregado e "caído de trombas" durante as eleições, provavelmente ainda hoje seria o presidente dos EUA, porque as pessoas nem iam dar conta que havia um tal Obama a prometer a paz no mundo. E mais, caso Hitler, se tivesse "espalhado ao comprido" durante um discurso, talvez não se tivessem dado conta dos milhares de judeus mortos pelo seu regime.


Saudações meus amigos,
Bjs e abraços

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Cacofonia in Rio

Boa tarde caros leitores,

A inclusão de Miley Cyrus aka Hannah Montana no cartaz do Rock in Rio, abre uma nova era nos festivais musicais de Verão.
O conceito de evento de música ao vivo, onde se juntam pessoas com bom gosto musical, para apreciarem bandas que fazem... digamos música, começava a ficar ultrapassado. Já estava mais que na hora de trazermos a Portugal artistas caros de muito má qualidade, que atraiam público com menos de 14 anos, e onde se atinjam níveis de decibéis altíssimos através de gritos histéricos.
Para quem desconhece este fenómeno da Disney, Hannah Montana é um cruzamento de Floribella com Morangos com açúcar. Podem desta informação extrair toda a qualidade que pauta esta série, e em particular esta artista da canção.

O grande erro do Rock in Rio, é mesmo a palavra rock, pois Hannah Montana tem tanto de rock, como a matança do porco tem de romantismo bucólico.
Cumps.

domingo, 31 de janeiro de 2010

Vampirosidades!

Sanguinárias saudações,

Longe vão os tempos em que os vampiros eram seres malignos, sombrios e foto-sensíveis. Viviam isolados nas suas mansões afastadas da sociedade, dormitando em caixões. Na impossibilidade de se deslocarem à luz do dia, saiam à rua pela calada da noite, em busca de humanos aos quais pudessem sugar o sangue, para se alimentarem e continuarem mortos-vivos.
Tais seres demoníacos, povoavam o nosso imaginário negro, e eram os maus da fita em filmes de terror...
Tudo mudou, hoje em dia os vampiros sofreram mutações incríveis. Agora podem apanhar sol, andar entre nós, e ao que parece, perceberam que o melhor a fazer pelas suas vidas seria mesmo estudar, pelo menos fazer o secundário, para não serem considerados uns vampiros de segunda...
Após trabalho de campo e observação de jovens teenagers no seu habitat natural, mais concretamente em shoppings, e pela leitura de conceituadas publicações da especialidade, como a revista Bravo e a Ragazza, acabei por concluir que actualmente os vampiros são designados por, e desculpem os termos demasiado técnicos, “fofinhos”, “bué kridos”, e mesmo “super winduhs”...

Nesta senda de seres com dentinhos afiados, a televisão portuguesa, num rasgo de criatividade colectiva, já conta com uma série juvenil na TVI, e outra na SIC, onde em ambas (e por coincidência!) os protagonistas masculinos são vampiros e as protagonistas femininas humanas, e entre cada casal vampiro-humano surgirá um amor pouco provável (Bem, se lá fora ouvem isto, são bem capazes de copiar a ideia!).

E agora o ponto alto deste post, uma ilustração feita à medida por uma nova colaboradora do blog, e minha amiga pessoal, Isa:
Sombrias despedidas
Bjs e Abraços

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Quem diz a verdade não merece castigo

Argutos leitores,

O povo português é exímio na arte de inventar desculpas com o objectivo de fugir às suas responsabilidades. Temos este dom natural de criar as mais belas e enredadas explicações para não fazer-mos determinada coisa. Por isso, resulta para mim complicado quando alguém é totalmente sincero nas suas palavras e actos. Passo a explicar...

Uma noite destas, eu e um conjunto de amigos, fomos até a um barzito engraçado na Praça do Peixe em Aveiro, beber um vinho bastante interessante. Ao chegar ao local, e ao estacionar o meu veículo, deparei-me com provavelmente o melhor serviço público de arrumadores de carros do mundo. Além das típicas indicações das manobras, muito precisas por sinal, o arrumador no final, e após devidamente colocado o carro entre as duas linhas do lugar correspondente, repreendeu o condutor por este não ter dado pisca a entrar no estacionamento... Impecável!

Já no bar, rodeados de tralha antiga pendurada nas paredes e no tecto, um pouco preocupado que alguém desse um espirro e ficássemos soterrados debaixo de escombros, lá fomos bebendo o nosso vinho ao ritmo das palavras. Profunda conversação, onde abordamos os mais variados temas, desde a problemática das relações amorosas, vivências em cuecas, até às dificuldades que jogar simuladores de futebol na consola nintendo wii acarreta. A certa altura, começamos a ficar com uma certa "larica", e foi então que resolvemos pedir uma chouriça assada... Ao que o empregado simpaticamente, com muita calma, com um ar de infelicidade e imperturbável convicção nos respondeu:

"Épá, vão-me dar muito trabalho... é melhor não, vão-me dar muito trabalho... Estou sozinho eeeeeeee... não, é melhor não..."



E foi isto basicamente.
Acabamos a noite a comer uma "tripa", doce típico de Aveiro, e a tentar resolver um sudoku, que um dia destes ainda terminarei.

Fiquem bem
Bjs e abraços

domingo, 17 de janeiro de 2010

Avatar e o cinema 3D

Boa noite prezados leitores,

Isto do cinema em 3D é uma grande inovação. Vêem-se os  filmes de uma perspectiva completamente diferente, e mergulhamos num mar de sensações visuais das quais anteriormente só conhecíamos a superfície.
Nestes últimos tempos, ver o Avatar em 3D, passou a ser muito mais do que divertimento cinematográfico, passou a ser uma necessidade, uma obrigação social, para qualquer um que queira ser aceite, e não queira ser olhado de lado nas conversas de café, nem discriminado e posto de parte pelas pessoas que já o viram.
Não suportando mais a pressão de ainda não ter visto o novo sucesso de bilheteira, lá fui eu acompanhado por uns amigos ver o dito filme.
O filme em si, foi muito engraçado, como diria uma amiga minha, é a história moderna da Pocahontas, mas muito mais freak, e a verdade é que o enredo até é capaz de nos envolver bastante, o que não é normal num filme de animação, ou melhor, um híbrido.
O grande problema dessa sessão de cinema, é que passei o tempo todo, como medo de levar com algo nas trombas... ora um bicho daqueles esquisitos que funcionam recorrendo ao plug-and-play, um helicóptero perdido, um míssil que levasse a direcção errada, as mãos das pessoas ao meu lado que se agitavam no ar qual concerto do Padre Vitor Melícias, tentando afastar de perto de si os elementos que tendiam a fugir do ecrã... Por momentos, acreditei que estar na Faixa de Gaza em pleno bombardemanento seria mais seguro do que estar naquela sala de cinema.
Felizmente não fui atingido por qualquer dos elementos, e aquelas 3 horas que passei ali, munido e rodeado de pessoas com óculos de massa escuros, qual reunião de fans do Ray Charles, foram muito bem passadas.
Se ainda não viram o filme, vejam.

Agora só espero que o próximo Transformers conte com a participação da Megan Fox, e seja em 3D... gostaria muito de ver os robots em 3D.

Bem meus amigos
Bjs e Abraços

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Aventuras na Internet

Caros leitores,

Se já andaram a navegar pela net à deriva, ou em pesquisas, por certo já se deram conta que em certas páginas existe um popup que surge frequentemente, e que consiste numa aplicação, a partir da qual, podem comparar o vosso grau de similaridade com uma estrela famosa. Nomeadamente Brad Pitt, Angelina Jolie, Megan Fox, Hugh Jackman, ou até mesmo Cristiano Ronaldo. Mas o que me aconteceu hoje foi no mínimo bizarro.
Enquanto deambulava pela web, deparei-me com isto:


Não é foto montagem meus amigos.
O rei da música de dor de corno portuguesa, que é o que gosto de chamar às músicas que falam de uma mulher que nos abandonou e trocou por outro, mas pela qual nós continuamos a suspirar e a sentir um enorme amor, independentemente de ela se estar bem a marimbar para os nossos sentimentos, e passar a tarde de Sábado no shopping com o seu novo amor a comprar lingerie sexy. Depois de invadir as rádios locais, as festas de aldeia, pavilhão atlântico, França, Suíça, e outros países com lusos ou luso-descendente, já conta na internet (que provavelmente nem sabe utilizar), com uma aplicação para que o cidadão comum possa verificar a sua similaridade com este "deus da música romântica".
Eu senti-me tentado a fazer a prova, e não fosse ser mais forte que a minha própria vontade, teria colocado o meu número de telemóvel na caixa de texto indicada para receber o resultado via sms...
Continuarei portanto nesta incerteza... sem saber, se sou ou não parecido com o Tony Carreira.

E agora o vídeo... isto soa-vos familiar?



bjs e abraços

Ps: Estou pronto para os insultos daqueles senhores e daquelas senhoras que usam aquelas t-shirts brancas com uma fotografia do Tony Carreira nos concertos do mesmo. Bem como daqueles azeiteiros que andam com a música deste senhor a altos berros nos seus carros tuning.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Aventuras no Squash


Olá prezado leitor,

Chega uma altura na vida de um homem em que este tem de passar definitivamente para a piscina dos grandes.
Convidado para uma partida de Squash, e depois de pesquisar na Internet quais os benefícios que esta modalidade poderia trazer ao meu status, não me fiz rogado e decidi aceitar o desafio.

Para os mais leigos, o squash consiste basicamente em atirar violentamente uma bola contra a parede com o auxílio de uma raquete. Dois jogadores são colocados dentro de uma espécie de jaula, e cada um tem o seu territóriozinho, de onde começam a servir. Depois basicamente é correr muito atrás de uma bola que quase não salta, fazendo-a embater na parede de forma a que o adversário não a apanhe.
Opcionalmente pode-se insultar a mãe e as irmãs do jogador adversário enquanto se desenrola a partida.

Na segunda-feira, um grupo de marmanjos muito atraentes e em grande forma física, e também nós, fomos para um clube local praticar o squash... Correu tudo muito bem, e não fosse o facto de este desporto ser jogado com uma bola, a coisa até poderia ter corrido muito melhor. Passo a explicar, eu a jogar squash possuo a graciosidade de um elefante a dançar ballet, a precisão de um rinoceronte a fazer uma intervenção cirúrgica, e a velocidade de uma tartaruga a tecer tapetes de Arraiolos...

De qualquer das formas, e fora as dores musculares nomeadamente na zona do traseiro, que me proporcionaram um novo andar esta semana, fazendo lembrar os bons velhos tempos dos westerns americanos, foi uma noite muito divertida e a repetir. Quem nunca experimentou este desporto recomendo.


Fig1

Obrigado pela visita, e um forte abraço.

Fig1: Raquete de squash desfeita à cacetada na parede, depois de perder o 15º jogo consecutivo.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Aventuras no trabalho

Boa tarde meus amigos,

Hoje quando cheguei ao meus posto de trabalho, encontrei esta imagem em cima do meu teclado.


Ainda não foi identificado o autor desta obra de arte, mas algum dos meus simpáticos colegas de trabalho, com bastante jeito para as artes plásticas, resolveu adicionar certos elementos à fotografia do meu BI.
Nem com o auxílio do photoshop ficaria tão valorizado.

Cumps.

PS: Não, não trabalho com pessoas "especiais"...

domingo, 10 de janeiro de 2010

Uma aventura na Neve

Olá meus caros,

Isto da neve é tudo muito bonito... é esteticamente espectacular, tudo branquinho, as crianças a fazerem bonecos de neve e a agredirem-se mutuamente com bolas feitas de água em estado sólido, pessoas a deslizarem encosta a baixo muito felizes...
Hoje convoquei o meu núcleo familiar para ir almoçar fora, o almoço correu muito bem, até que alguém teve a brilhante ideia de ir tomar café a outro sítio, que por acaso nem ficava longe... A verdade é que 10 minutos depois andávamos a escorregar com o veículo estrada a baixo, e a andar a uma velocidade média de 5km/hora... Estivemos parados na berma uns 30 minutos, e fizemos em 3 horas uma viajem que costuma durar uns 40 minutos... no final voltamos para casa sem tomar café.
Abaixo coloco o vídeo sobre a nossa experiência de hoje:



E pronto foi isto...

A todos vocês
Um grande abraço

PS Um estudo Norte Americano acaba de concluir que as pessoas que lêem o blog "Uma frase sem sentido", possuem uma performance sexual acima da média!!!